Coisas da Interwebs

Cinema: O Sétimo Filho

seventh_son_poster-jeff-bridges-103

I paid good money for you, diz o personagem de Jeff Bridges no filme e não podia estar mais de acordo. O filme, uma mistura entre The Lord of the Rings, Eragon e Season of the Witch, inclui também o nome de Julianne Moore no papel de fashionista gótica e não acrescenta nada de novo à tentativa de fantasia épica, provável de vir a ser obliterada pelo filme de peso que é The Hobbit.

MV5BMTg1MTc1MzAzN15BMl5BanBnXkFtZTcwNTgzMTU4OA@@._V1_SX640_SY720_

Baseado no livro The Spook’s Apprentice de Joseph Delaney, a adaptação não passa de um recontar das mesmas velhas histórias de cavaleiros em guerra com dragões, bruxas e ogres. Os bons da fita são liderados por Bridges que parecia ter uma batata quente na boca o tempo todo.

O mestre mago é auxiliado nas suas tarefas por sétimos filhos de sétimos filhos: alguém capaz de ter visões proféticas do futuro. O seu primeiro aprendiz é interpretado por Kit Harrington que não durou mais de 10 minutos no filme – ironias da vida, teve mais sorte no seu papel em Game of Thrones. É então que vai em busca de um novo aprendiz, Tom Ward (mais conhecido por Caspian X, Rei de Narnia), um jovem agricultor ingénuo que se apaixona pela bruxa-agente-dupla.

MV5BODU2MDc1NjAwMl5BMl5BanBnXkFtZTgwNDA3NzY1MjE@._V1_SX640_SY720_

Fica pouco difícil de tentar adivinhar o que acontece depois: o mestre e o aprendiz unem-se para derrotar a Mãe Malkin (Moore), rainha de todas as criaturas maléficas que ficou ressentida com a rejeição que levou do mestre mago e quis vingar-se conquistando o planeta. Uma das coisas boas do filme é que fazem questão de mostrar mulheres fortes e líderes que vêem-se forçadas a resolver os assuntos terrenos com as próprias mãos num mundo governado por homens que as exploram, torturam e ostracizam. Os dragões e os efeitos especiais também são dignos de nota (são muito fixes, concedo).

MV5BMTQyMTk3MzcyM15BMl5BanBnXkFtZTcwNDgzMTU4OA@@._V1_SX640_SY720_

Tudo o resto é assistível, mas não memorável e apesar de o filme ter ficado em aberto, não tenho grande expectativas para uma sequela. Quanto muito, o filme é uma oportunidade de vermos Jeff Bridges e Julian Moore frente a frente num duelo até à morte .

Um pequeno à parte: vejam se descobrem o isqueiro gigante.

Post a comment

%d bloggers like this: